22/12/2023 às 15:33 Hospitality Hotels

Sell desires and experiences, not just rational benefits

218
7min de leitura

What can photographs do for your hotel's marketing and branding strategy?

We live surrounded by images. On websites, on social media, on television, on billboard ads. Wherever we look, we find photographs. In marketing, photography can be the determining factor in the success or failure of a campaign. In hospitality, inadequate photos, which fail to capture the real atmosphere of the place and do not match its brand, do not contribute anything to a successful strategy, on the contrary, they do more harm than good.

Guests are eager to live new experiences and these experiences almost always start with an online search. Photos are the first impression we give to the potential customer. If they don't believe what your photos convey, they will jump to the next supplier in a matter of seconds. Eight seconds to be precise, according to a study conducted by Microsoft in 2013 (it was 12 seconds in the year 2000, and it keeps falling. To give you an example, the attention span of a goldfish is 9 seconds).

As photographers, working in an industry that demands a narrative that conveys value through images, we must ask "what do our clients want from us?" The answer: innovation and return on investment.

To be a good professional in the hospitality photography market, indeed in any market, one must not only master the techniques of composition, framing, etc. but also come up with new ideas, storytelling power and knowledge of the tourism market. For example, today it is essential to incorporate videos into the mix of a hotel campaign. Being able to produce video material, made with cameras and drones, with or without characters (lifestyle), makes it possible to offer new and differentiated content to your customers. Videos help to engage today's audience, and this is a trend that cannot be ignored.

Points to plan for

Photographers specialized in hospitality should, along with the hotel's marketing professionals, always consider three factors:

1. How the hotel intends to position itself in the market, in its niche and with its audience.

2. How to convey the brand values with quality.

3. How to express exclusivity (the brand's differentials).

In hospitality, photography should be one of the main focuses of marketing and branding strategies. Photos and videos need to create a sense of connection and provocation with potential guests, expressing naturally the experiences they will have during their stay.

"You covet what you see every day."

Precisely because public attention is falling year after year, the key is to not only have good photographs, but also to not have bad ones. Consistency is the name of the game.

A badly framed, poorly designed, or cheap-looking photo can bring down a hotel's rating; even if a lot of money is spent on the website, text and high-quality graphic details, ugly photos ruin the first impression. And that's what counts.

A recent study by OTA Hoteis.com found that almost 70% of respondents confirmed that hotel photos influenced their decision-making process. Of course, this has been known to be true for years, similar research had already been done to understand how photography influences customers. For example, two websites of the same hotel in England were made, one with dull, low-quality photos, and a second website with exceptional images. It was no surprise that the difference in the number of bookings made on the two websites was huge, with the second one being much more successful. This is because our gaze is automatically drawn to the images.

Remember Dr. Hannibal Lecter's famous line in the classic film The Silence of the Lambs: "You lust after what you see every day."

That is why it is important that the images created for your hotel arouse desire in people and are present in various communication channels.

The power of language and visual storytelling

It is important to always think about portraying the history and vocation of the establishment, knowing how to do this is a true art and requires knowledge of the tourism market and a lot of repertoires. Hotels usually have their own narrative, and the photographer must be sensitive to cover the history of the property, why it is so sought after, carefully plan the script, angles, themes, scenes, etc. that enhance this story and its differentials. People almost always buy on emotion and if there is an interesting narrative, a compelling story and a visual language that appeals to them, your business becomes even more desirable.

Finally, to deliver value to hospitality brands, the photographer needs to understand that his work, his images, must be consistent with the guidelines, values, and culture of each of them, as well as with the values that guests attribute to the trips and the destination they represent, because they (the brands) were created precisely to speak to this pre-defined audience.

For the hotel industry, looking good in the photo is more than just an aesthetic issue. It is a matter of commercial survival.


Venda desejos e experiências e não apenas benefícios racionais

O que as fotografias podem fazer pela estratégia de Marketing e Branding de seu hotel?

Vivemos rodeados de imagens. Nos sites, nas redes sociais, na televisão, nos anúncios de outdoors. Para onde olhamos, encontramos fotografias. Em marketing, a fotografia pode ser o fator determinante do sucesso ou do fracasso de uma campanha. Em hospitalidade, fotos inadequadas, que não conseguem expressar a real atmosfera do local e não condizem com sua marca, não contribuem em nada para uma estratégia de sucesso, pelo contrário, fazem mais mal do que bem.

Os hóspedes estão ávidos por viver novas experiências e essas experiências começam quase sempre por uma procura online. As fotos são a primeira impressão que passamos ao potencial cliente. Se eles não acreditarem no que suas fotos transmitem, eles pularão para o próximo fornecedor em questão de segundos. Oito segundos para ser mais preciso, conforme estudo realizado pela Microsoft em 2013 (era de 12 segundos no ano 2000, e continua caindo. Para se ter ideia, a atenção de um peixe-dourado é de 9 segundos).

Como fotógrafos, atuando em uma indústria que exige uma narrativa que transmita valor por meio de imagens, devemos perguntar "o que nossos clientes querem de nós?" A resposta: inovação e retorno sobre o investimento feito.

Para ser um bom profissional no mercado de fotografia de hotelaria, aliás, em qualquer mercado, é preciso não apenas dominar as técnicas de composição, enquadramento, etc. mas também apresentar ideias novas, poder de narrativa e conhecimento do mercado de Turismo. Por exemplo, hoje é fundamental incorporar vídeos ao mix de uma campanha hoteleira. Ser capaz de produzir material em vídeo, feito com câmeras e drones, com ou sem personagens (lifestyle), possibilita oferecer conteúdo novo e diferenciado para seus clientes. Vídeos ajudam a conquistar o engajamento do público atual e essa é uma tendência que não pode ser ignorada.

Pontos a serem planejados

Fotógrafos especializados em hospitalidade devem, em conjunto com os profissionais de marketing do hotel, considerar sempre três fatores:

1. Como o hotel pretende se posicionar no mercado, no seu nicho e junto ao seu público;

2. Como transmitir com qualidade os valores da marca;

3. Como expressar exclusividade (os diferenciais da marca);

Em hospitalidade, a fotografia deve estar como um dos principais focos das estratégias de marketing e de posicionamento de marca (Branding). As fotos e vídeos precisam criar um sentimento de conexão e de provocação com os potenciais hóspedes, expressando com naturalidade as experiências que eles terão durante a sua permanência.

“Você cobiça aquilo que vê todos os dias."

Justamente pela atenção do público estar caindo ano após ano, o segredo está em não apenas ter boas fotografias, mas também em não ter imagens ruins. Consistência é o nome do jogo.

Uma foto mal enquadrada, mal concebida ou com aparência barata pode derrubar a avaliação sobre o hotel; mesmo que se gaste muito dinheiro no site, nos textos e em detalhes gráficos de alta qualidade, fotos feias arruínam a primeira impressão. E é essa que conta.

Um estudo recente feito pela OTA Hoteis.com concluiu que quase 70% dos entrevistados confirmaram que as fotos do hotel influenciaram seu processo de tomada de decisão. É claro que, há anos já se imaginava que isso era verdade, pesquisas parecidas já haviam sido feitas para entender como a fotografia influencia os clientes. Por exemplo, foram feitos dois sites de um mesmo hotel na Inglaterra, um deles com fotos monótonas e de baixa qualidade, e um segundo site com imagens excepcionais. Não foi nenhuma surpresa que a diferença no número de reservas feitas nos dois sites foi enorme, sendo que o segundo teve muito mais sucesso. Isso porque o nosso olhar é direcionado automaticamente para as imagens.

Lembre-se da célebre frase do Dr. Hannibal Lecter no clássico filme O Silêncio dos Inocentes: “Você cobiça aquilo que todos os dias."

Por isso é importante que as imagens criadas para o seu hotel despertem o desejo nas pessoas e esteja presente em diversos canais de comunicação.

O poder da linguagem e da narrativa visuais

É importante pensar sempre em retratar a história e a vocação do estabelecimento, saber fazer isso é uma verdadeira arte e exige conhecimento do mercado de turismo e muito repertório. Hotéis normalmente têm uma narrativa própria e o fotógrafo deve ter sensibilidade para abranger a história da propriedade, por quais motivos ela é tão procurada, planejar com cuidado o roteiro, os ângulos, temas, cenas, etc. que valorizem essa história e seus diferenciais. As pessoas quase sempre compram por emoção e, se houver uma narrativa interessante, uma história convincente e uma linguagem visual que as atraia, seu negócio se torna ainda mais desejável.

Enfim, para entregar valor às marcas do setor de hospitalidade, o fotógrafo precisa entender que seu trabalho, suas imagens, deve ser consistente com as diretrizes, valores e a cultura de cada uma delas, bem como com os valores que os hóspedes atribuem às viagens e ao destino que elas representam, pois elas (as marcas) foram criadas justamente para falar com esse público pré-definido.

Para o setor hoteleiro sair bem na foto é mais do que apenas uma questão estética. Ela é uma questão de sobrevivência comercial.

22 Dez 2023

Sell desires and experiences, not just rational benefits

Comentar
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL

Tags

branding content fotografia hoteleira marketing narrativa visual storytelling

You may also like

22 de Dez de 2023

Hospitality: a new bloom

27 de Dez de 2023

“Não sei, só sei que foi assim” 

22 de Dez de 2023

How to transform your hotel's marketing strategy using storytelling

Request a quote!
Logo do Whatsapp