How partnering with a professional photographer can help boost your architecture business

158
7min de leitura

So, you finish and deliver that amazing architecture or interior design of yours and see the smile on the client's face. After all that work, everything turned out perfect! Floors, textures, the furniture, decoration, space integration, colours, light... And you think: "Cool! This project deserves to be in my portfolio! On my site! Have you thought how many new clients might want my work, seeing the quality of what I am able to deliver?"

And then you take your cell phone out of your pocket, quickly take some pictures, and post them on social networks, right? Really? After so much effort, this is how you register a special project to advertise your work to other potential clients? Clients who are increasingly demanding and informed, and who can afford to pay for similar projects?

Did you know that, although it is crucial for a business, it is not enough just to "be on the net"?

Yes, having a presence in the digital environment is still essential to succeed in business, but presence alone is no longer enough. And this is no different for the architecture and interior design market. On the contrary: with about 6 thousand new architects and 15 thousand interior designers graduating every year currently in Brazil, having a quality registered portfolio is a key factor to stand out and build a strong brand in the market.

Do you really believe that someone who is looking for a professional in an area where aesthetics is a strong differential will be attracted by a work whose photos are of low quality? Is it worth making a "more of the same" record of your main projects and give a sense of carelessness to potential clients?

Currently, according to MDG Advertising, 63% of consumers place more value and relevance on a quality image in their buying decision than written content or even price. Having professional photos in your portfolio becomes a great differentiator for brand positioning, a powerful marketing weapon, besides being emotional, since photos and videos are the content that generate the most engagement on social networks.

For these reasons professional commercial photography is widely used in marketing and branding campaigns or for the sales of products and services. Advertising agencies and branding companies go hand in hand with photography companies including the creation of images to benefit the brand positioning strategies created for their clients.

Some companies have even kept great photographers in their marketing departments, such as Renault, where Robert Doisneau worked from 1934 to 1939.

However, it was the partnership between architects and photographers that benefited both most. This type of partnership became more common and professional from the 1940s and 1950s in the US, with major architects such as Richard Neutra, Frank Gehry, and Frank Lloyd Wright, who maintained close relationships with photographers such as Julius Shulman and Ezra Stoller.

One of the most emblematic cases of commercial partnership between architects and photographers remains that of Pierre Koenig, a young architect who became famous after having his project, StudyCase#22 or Stahl House, photographed by Shulman (below, photo by Julius Shulman). Good photographs have always opened doors for architects by helping to publicize their work in specialized magazines.

But what about the times of websites, Instagram, and digital magazines and blogs? Believe me, such partnerships have become even more important. Examples are multiplying. Take the work done by Dutch photographer Iwan Baan for the award-winning Heatherwick Studio and see for yourself.

And why are such partnerships so fruitful? The answer may seem simpler than it sounds: because good photographic work can promote and sell in two-dimensional images all the three-dimensionality, proportion, textures, and coziness of the spaces created by architects and interior designers. Whether these images are spread in print or digital media.

And when an architect finds a photographer who has the right sensitivity and synergy to capture with his lens the light, the composition, and the angles that best translate the soul of his projects, as well as the personality of those who will use them or live in them; while maintaining the fidelity of the chromatic shades and highlighting the really relevant aspects of each space, i.e., sharing the same vision that the architect has of his work, the magic is done.

In addition, the photography professional specialized in the Architecture and Interior segment follows and understands the new values and expectations of the consumer market and how these trends affect the language and production of real estate photography, so that it continues to create a connection with the public.

Thus, the partnership with a photographer helps to create a proper and updated language with the wishes of the consumer public and consolidate an architect's personal brand.

What about you? Want to know if it is worth hiring a photographer specialized in architecture and interiors to help build your brand? Read our post on the subject.


Como a parceria com um fotógrafo profissional pode ajudar a alavancar os negócios de sua empresa de arquitetura

Então você termina e entrega aquele seu incrível projeto de arquitetura ou de interiores e vê o sorriso no rosto do cliente. Após tanto trabalho, tudo ficou perfeito! Pisos, texturas, o mobiliário, a decoração, a integração dos espaços, as cores, a luz... E você pensa: “Legal! Esse projeto merece estar no meu portfólio! No meu site! Já pensou quantos novos clientes poderiam querer um trabalho meu vendo a qualidade daquilo que sou capaz de entregar?”

E aí você tira o celular do bolso, bate algumas fotos rapidamente e posta nas redes sociais, certo? Sério?! Depois de tanto empenho é assim que você registra um projeto especial para divulgar seu trabalho para outros clientes em potencial? Clientes cada vez mais exigentes e informados e que podem pagar por projetos semelhantes?

Você sabia que, apesar de ser crucial para um negócio, não basta apenas “estar nas redes”?

Sim, marcar presença no ambiente digital segue sendo essencial para ter sucesso nos negócios, mas só a presença não é mais suficiente. E isso não é diferente para mercado de arquitetura e decoração. Ao contrário: com cerca de 6 mil novos arquitetos e 15 mil designers de interiores se formando todo ano atualmente no Brasil, ter um portfólio registrado com qualidade é fator chave para se destacar e construir uma marca forte no mercado.

Acredita mesmo que alguém que esteja buscando um profissional ligado a uma área onde a estética é forte diferencial, irá se sentir atraído por um trabalho cujas fotos são de baixa qualidade? Vale a pena fazer um registro “mais do mesmo” dos seus principais projetos e passar uma sensação de descuido para clientes em potencial?

La Dolce Vita Park Hotel, São José dos Pinhais, Bravo! Fotografia de Arquitetura e Interiores; Fotografia de Hotelaria Hotelaria
La Dolce Vita Park Hotel, em São José dos Pinhais/PR, fotografado pela Bravo! Fotografia na golden hour

Atualmente, segundo a MDG Advertising, 63% dos consumidores atribuem maior valor e relevância em uma imagem de qualidade para a sua decisão de compra do que um conteúdo escrito ou mesmo o preço. Ter fotos profissionais de seu portfólio passa a ser um grande diferencial de posicionamento de marca, uma poderosa arma de marketing, além de emocional já que fotos e vídeos são os conteúdos que mais geram engajamento nas redes sociais.

Por essas razões a fotografia comercial profissional é amplamente utilizada em campanhas de marketing e de branding ou para a vendas de produtos e serviços. Agências de publicidade e empresas de branding andam de mãos dadas com empresas de fotografia incluindo a criação de imagens para beneficiar as estratégias de posicionamento de marca criadas para seus clientes.

Algumas empresas inclusive mantiveram grandes fotógrafos em seus departamentos de marketing, caso da Renault, onde Robert Doisneau trabalhou de 1934 a 1939.

Entretanto foi a parceria entre arquitetos e fotógrafos que mais beneficiou a ambos. Esse tipo de parceria se tornou mais comum e profissional a partir dos anos 40 e 50 nos EUA, com arquitetos de peso, como Richard Neutra, Frank Gehry e Frank Lloyd Wright, que mantiveram estreita relação com fotógrafos como Julius Shulman e Ezra Stoller.

Um dos casos mais emblemáticos da parceria comercial entre arquitetos e fotógrafos segue sendo o de Pierre Koenig, jovem arquiteto que ficou famoso após ter seu projeto, StudyCase#22 ou Stahl House, fotografado por Shulman (abaixo, foto acervo Julius Shulman). Boas fotografias sempre abriram portas para arquitetos ajudando a divulgar seu trabalho em revistas especializadas.

Julius Shulman, fotografando a Stahl House do arquiteto Pierre Koenig

Mas e nos tempos de sites na internet, Instagram e revistas e blogs digitais? Acredite, tais parcerias se tornaram ainda mais importantes. Exemplos se multiplicam. Pegue o trabalho desenvolvido pelo fotógrafo holandês Iwan Baan para o premiado Heatherwick Studio e veja por você mesmo.

E por qual razão essas parcerias são tão frutíferas? A resposta pode parecer mais simples do que parece: porque um bom trabalho fotográfico consegue promover e vender em imagens bidimensionais toda a tridimensionalidade, proporção, texturas e aconchego dos espaços criados por arquitetos e designers de interiores. Estejam essas imagens espalhadas em mídia impressa ou digital.

E quando um arquiteto encontra um fotógrafo que possui a sensibilidade e sinergia certas para capturar com suas lentes a luz, a composição e os ângulos que melhor traduzem a alma de seus projetos, bem como a personalidade de quem irá utilizá-los ou morar neles; mantendo ainda a fidelidade das tonalidades cromáticas e destacando os aspectos realmente relevantes de cada espaço, ou seja, compartilha a mesma visão que o arquiteto tem de sua obra, a mágica está feita.

Além disso, o profissional de fotografia especializado no segmento de Arquitetura e Interiores acompanha e entende sobre os novos valores e expectativas do mercado consumidor e de como essas tendências afetam a linguagem e produção fotográfica imobiliária, para que ela siga criando conexão com o público.

Assim, a parceria com um fotógrafo ajuda a criar uma linguagem própria e atualizada com os anseios do público consumidor e consolidar a marca pessoal de um arquiteto.

E você? Quer saber se vale a pena contratar um fotógrafo especializado em arquitetura e interiores para ajudar na construção da sua marca? Leia nosso post sobre o assunto e baixe aqui gratuitamente o ebook de Tendências da Fotografia de Arquitetura e Interiores, da Bravo! 

27 Dez 2023

How partnering with a professional photographer can help boost your architecture business

Comentar
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL

Tags

Fotografia Comercial Fotografia de Arquitetura Fotografia de Interiores Marketing para Arquitetos

You may also like

22 de Dez de 2023

How to take quality product photos usisng your smartphone

22 de Dez de 2023

THE SECRET IS IN THE DETAILS

27 de Dez de 2023

Is it worth paying for professional architectural and interior photography?

Request a quote!
Logo do Whatsapp